Show simple item record

dc.contributor.advisorAssis, Márcia Regina de
dc.date.accessioned2024-05-23T17:16:29Z
dc.date.available2024-05-23T17:16:29Z
dc.date.issued2021
dc.identifier.citationMENDONÇA, Letticia Benthin. Cuidados paliativos com crianças na primeira infância: possibilidades de intervenção da terapia ocupacional. 34 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Terapia Ocupacional), Instituto Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/20.500.12083/853
dc.description.abstractReceber um diagnóstico de impossibilidade de cura, enquanto se está na fase primordial do desenvolvimento humano, é um episódio de grande impacto em qualquer circunstância. A primeira infância é uma denominação dentro do desenvolvimento infantil, que se configura pelo período de zero a seis anos de idade. Durante essa fase da vida, não é esperado receber o diagnóstico de uma doença crônica e ameaçadora da vida. O impacto desse diagnóstico reverbera em todas as dimensões da vida da criança e da família. Diante disso, o presente estudo teve como objetivo conhecer as possibilidades de intervenções da Terapia Ocupacional com crianças na primeira infância, em cuidados paliativos. Para alcançar tal objetivo foi realizada uma revisão integrativa da literatura, norteada pela seguinte questão: “Quais as estratégias de intervenção que os terapeutas ocupacionais utilizam nos cuidados paliativos, com crianças entre 0 a 6 anos?”. O recorte temporal foi de 20 anos, nos idiomas inglês, português e espanhol. Para tentar responder tal questão foi realizada buscar em algumas bases de dados, como PubMed, OTseeker, Biblioteca Virtual em Saúde, além de periódicos específicos da Terapia Ocupacional. Infelizmente, após análise dos artigos encontrados, somente um atendeu os critérios de inclusão. O artigo analisado se concentrou em coletar uma série de histórias vividas e contadas por terapeutas ocupacionais, que trabalham com cuidados paliativos pediátricos, nos Estados Unidos da América. O brincar foi citado repetitivamente no estudo analisado, estando no centro das vivências dos terapeutas ocupacionais. O artigo relata que muitos profissionais desenvolvem seus objetivos a partir do brincar, fato que ratifica a importância de oportunizar atividades significativas no ambiente hospitalar, que visem promoção de saúde, conforto, bemestar e auxílio no enfrentamento do adoecimento. Apesar da questão norteadora não ter sido respondida da forma almejada, foi possível com essa revisão da literatura compreender que são muitas as possibilidades de atuação da Terapia Ocupacional, com crianças em cuidados paliativos. Todavia há um longo caminho a ser percorrido, para o estabelecimento da profissão nessa área do cuidado em saúde.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherIFRJ - CAMPUS REALENGOpt_BR
dc.subjectTerapia Ocupacional; Cuidados Paliativos; Criança; Primeira Infância.pt_BR
dc.titleCuidados paliativos com crianças na primeira infância: possibilidades de intervenção da terapia ocupacional.pt_BR
dc.contributor.authorMendonça, Letticia Benthin
dc.typeTCCpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record